cd14ead1-532b-49c8-9430-4b884e4ac7cc

Os encantos do Pará no feriado de Tiradentes.

Avalie esse destino

São inúmeras as belezas da Amazônia e, igualmente, as possibilidades de conhecer o maior bioma do mundo. Um jeito maravilhoso de curtir o feriado longo de Tiradentes (21 de abril) é viajar para a Amazônia paraense, aonde a cultura é riquíssima, as paisagens são surpreendentes, o povo é pra lá de atencioso e carinhoso, e a gastronomia um verdadeiro deleite. Aproveitando a oportunidade, a Operadora Turismo Consciente, especializada em viagens para a Amazônia, lança um roteiro especial para Belém, capital do Pará, e Ilha do Marajó, com passeios, hospedagens e passagens aéreas (saindo de São Paulo) incluídos.

 

Nesta viagem, que começa pela calorosa Belém do Pará, considerada uma das principais portas de entrada da Amazônia, são variadas as opções de passeios, que vão de bater perna pelas ruas históricas, Praça da República e Cidade Velha, visitar a Catedral Metropolitana de Belém (Catedral da Sé) e usufruir os atrativos do Parque Mangal das Garças, até sentar em um dos bares e sorveterias do complexo turístico Estação das Docas para apreciar o pôr do sol à beira da Baía do Guajará e tomar cervejas artesanais feitas com frutos amazônicos. Além das cervejas, também é possível provar os deliciosos sorvetes regionais de cupuaçu, açaí e bacuri, entre outros. É só escolher!

 

Para coroar a experiência em Belém, o roteiro oferece um circuito pelo Ver-o-Peso, o maior mercado a céu aberto da América Latina, onde será possível conhecer de perto a cultura amazônica paraense. Durante cerca de três horas será realizada uma visita guiada por um anfitrião local pelos setores onde são comercializados frutas regionais, peixes, carnes, ervas, raízes, grãos amazônicos e artesanato. Sem dúvida, uma oportunidade de fazer uma imersão nos sabores do Pará. E para completar o tour gastronômico, é só eleger um dos famosos restaurantes (alguns, premiados internacionalmente) da capital: Remanso do Bosque, Remanso do Peixe, Manjar das Garças, Lá em Casa.

 

“Além dos atrativos turísticos e da atenção à gastronomia paraense, o nosso roteiro oferece a possibilidade de nossos clientes desfrutarem as novidades da infraestrutura hoteleira de Belém, que conta agora com um excelente hotel, o Quinta de Pedras, que mescla o requinte de suas instalações em um prédio histórico com a qualidade de um hotel de categoria superior”, conta Maria Teresa Meinberg, diretora da Turismo Consciente.

 

As águas e o sossego da Ilha do Marajó

 

Saindo do centro urbano e indo em direção ao sossego das praias e manguezais da Ilha do Marajó, a viagem seguirá por um o trajeto de duas horas, feito em uma lancha rápida. Chegando em Soure, um dos principais municípios do Marajó, será a vez de mergulhar nas marés de águas salgadas (do Oceano Atlântico) e doces (dos rios Amazonas e Tocantins), na Praia de Barra Velha. No mesmo dia, haverá também a visita a um ateliê de cerâmica marajoara, típico artesanato da região, herança cultural dos primeiros habitantes indígenas da ilha, em que os visitantes participação de uma oficina com o artesão Ronaldo Guedes.

 

No dia seguinte, as comunidades Vila do Pesqueiro e Vila do Céu receberão o grupo da Turismo Consciente, para mostrar suas tradições, como a extração e degustação do Turu (molusco que vive nos troncos do mangue e que é utilizado como alimento), e o trabalho e o cardápio de um recém-inaugurado restaurante gerido pela associação local. “É uma excelente oportunidade para os nossos clientes conhecerem o trabalho de turismo de base comunitária que é realizado na região, que dá autonomia aos moradores do Marajó e favorece a economia local”, destaca Maria Teresa. Entre uma e outra atração, passeios a bordo de canoas regionais por igarapés ou em canoas motorizadas vão permitir aos visitantes assistir a vários espetáculos da natureza, como o pôr do sol de tirar o fôlego e observação de aves típicas da ilha, como as garças e guarás vermelhos.

 

O sossego que contagia quem visita o Marajó é o mesmo que toma conta dos búfalos espalhados pelo Marajó. Em um passeio por uma das típicas fazendas marajoaras será possível avistar dezenas dos animais que são símbolo do local e fazer montaria, além de caminhada, passeio por igarapés a bordo de canoas regionais com destino à Praia do Goiabal, e trilha em passarelas suspensas por manguezais (um dos principais ecossistemas da ilha). O roteiro, de cinco dias, será de 20 a 24 de abril, e como cenário, as paisagens mais magníficas da Amazônica paraense.

 

Informações sobre o Roteiro Turístico:

 

Maria Teresa Meinberg – mariateresa@turismoconsciente.com.br

(11) 3262-4399 / 98799-3339

http://turismoconsciente.com.br/site2015/pt/wp-content/uploads/sites/6/2016/03/Bel%C3%A9mMaraj%C3%B3_5d_Tiradentes.pdf

Você também pode gostar de: